Tokyo

Uau! Tri-puta filmes: três visões de Tokio potencializadas, em mim, por amar São Paulo; três diretores – dois franceses, um coreano- que acertaram a mão em três histórias realisticamente surreais: Interior Design, com um jovem casal tentando se estabelecer em Tokio; Merde, um homem-monstro que apavora a cidade, e onde a sequência inicial bem poderia ser filmada na Paulista; e Shaking Tokio, um hikikomori que tem perturbada sua paz por uma entregadora de pizza com botões, e alguns terremotos.

Três histórias, três cartazes:
tokyo1     tokyo_3     tokyo_2

No IMDb.

Três notas:
. em diversos momentos vi Sampa no filme, talvez uma Tokio sem ordem nem publicidade.
. dá pra ser um hikikomori por aqui também, só não vamos encontrar entregadoras – nunca recebi uma – e terremotos.
. tá, o dia foi chato com tanta chuva e consequências, mas caminhar pela Paulista molhada à noite, iluminada pelo brilho refletido do Natal e das luzes dos automóveis e das pessoas, mais seus sons e movimentos, me fez andar a 24/s e curtir cada passo como se estivesse numa película.

Sobre a sala: ok, o HSBC Belas Artes tem bebedouro, mas tem ar-condicionado no último volume, portanto não vá desagasalhado! Eu, pelo menos, passei o filme todo tiritando.

Categories: Cinema, Cotidiano, São Paulo
  1. Andrey Sant’Anna
    8, dezembro, 2009 em 23:04 | #1

    Parece bem legal essa trilogia.
    Gostei da nova palavra Hikikomori: Interessante é que mesmo os japoneses que saem de casa ficam com olhar baixo no metrô (as vezes lendo um mangá, semessando no celular) ou mesmo fingindo dormir, evitando contato de olhos com os outros… Seriam os todos os japoneses, de certo modo, hikikomoris?

  2. 8, dezembro, 2009 em 23:07 | #2

    @Andrey Sant’Anna
    Olha, não sei, mas com este filme, mais Encontros e Desencontros, dá vontade de ir lá conferir.

  3. Andrey
    10, dezembro, 2009 em 10:16 | #3

    Mas aí pode ser influência do “fator Scarlett”…

  4. 10, dezembro, 2009 em 10:19 | #4

    @Andrey
    Ah, não… a Scarlett até tava boas neste filme, mas ele é todo legal.

  1. Nenhum trackback ainda.