Página Inicial > Cotidiano, São Paulo > Meia porção de surrealismo

Meia porção de surrealismo

Essa foi no Tago’s, boteco honesto no início da Bernardino aqui em Sampa.

Sobre uma grande lista o cardápio avisava: “todas fartas porções“. Como estava sozinho e não queria ficar farto, chamei o garçom e…

“Viu… essa isca de peixe aqui, cê faz meia?”
“Ah, não, todas são meias porções.”
“Ã?”
“É, todas as porções são meias, menos as que têm meia porção… as de frango a passarinho e de contra-filé.”
“Mas… como assim?”
“Não fazemos meias porções para estas pois já são meias. Só as de frango a passarinho e contra-filé têm opção de meia por que são inteiras.”
“Então se as outras todas são meias, o preço delas é metade, né?”
“Não, não é metade porque são inteiras.”

Mostrando no cardápio: “Então não são fartas?”
“Não, por que são meias.”
“Então não faz meia?”
“Não, por que são inteiras.”
“Ah, deixa, não quero nada não…”

Eu juro.

Categories: Cotidiano, São Paulo
  1. rafael
    3, novembro, 2009 em 22:52 | #1

    tipico papo de bebado
    eheheheh

  2. Vi
    4, novembro, 2009 em 10:39 | #2

    Porque você não pediu uma porção inteira meia, Duda???? rsrsrs

  3. 4, novembro, 2009 em 10:50 | #3

    Ã? :) Da próxima vez vou levar você pra pedir pra mim ;)

  4. Vagner
    5, novembro, 2009 em 05:35 | #4

    Você não entendeu… Seria uma farta meia porção, deve “fartar” uns 100 gramas de iscas…

  5. Vi
    5, novembro, 2009 em 08:40 | #5

    Me leva??? Vou pedir duas inteiras porções meias!!! rsrsrsrsrs… Principalmente se for de provolone!!!

  1. Nenhum trackback ainda.