Arquivo

Arquivo de 1, outubro, 2009

Itamar Assumpção

1, outubro, 2009 Sem comentários
A melhor localização do quando conheci sua música é que foi na década de 80, com “Luzia“, que fiquei anos cantarolando sem saber de quem era, até que fui pesquisar – naquela época não havia Google e o Itamar simplesmente não tocava, e não toca :( , nas rádios – e descobri o Itamar. Nesse meio tempo outra música, provavelmente ouvida na Cultura AM, ficou outros tantos anos participando do meu repertório de assobios, “Sei dos caminhos“, dele e da Alice Ruiz, que me tocava tanto musicalmente quanto pela poesia, visto que volta e meia eu não sabia, e ainda não sei, como chegar ao próximo passo. Itamar

Descoberto Itamar, em meados de 90, explorá-lo foi uma aventura musical que até hoje não acabou, já que ainda não consegui ouvir toda sua obra, que de bandeja conheci outros músicos que o acompanharam – ou suas ligações com ele, como Vânia Bastos, Suzana Sales, Tetê e Alzira Espíndola, Ná Ozetti, Alice Ruiz…, e que ano que vem, li na Folha, 26 inéditas comporão dois álbuns que completarão a trilogia iniciada com “Pretobrás – Por que que eu não pensei nisso antes…” e toda sua obra será relançada em uma caixa com 12 CDs.

Para muitos Itamar não é fácil de ouvir na primeira vez, é comum o ouvido não estar acostumado a ouvir “Fan Fin Fon Fin Fun” ou “Ich liebe dich“, mas depois de um mergulho na variedade musical visionária e precursora das suas belíssimas canções, e em sua poesia rica e repleta de vida, para quem fazer sentido não há como não se render e acompanhá-lo dali para trás e para sempre, já que Itamar foi musicar em outras paragens em 2003.

Se aderir, você vai poder curtir uma fossa ouvindo ”Milágrimas” ou “Vou tirar você do dicionário“; ficar apaixonado e tocar “Tua Boca” e “Apaixonite aguda“; estar feliz ao som de “Nega música” ou “Vida de artista“; desopilar com “Vá cuidar da sua vida“, “Coração absurdo“, “Tristes trópicos“, “Beijo na Boca“… poxa, é muita coisa, só para dar um gostinho os nomes das músicas são links para ouvir um trecho delas.

A foto é da Vange Milliet

Categories: Música