Arquivo

Arquivo de maio, 2009

A caminho de Setenil de Las Bodegas

18, maio, 2009 5 comentários

Após finalmente estrevistar direito minha tia descobri o nome do pequeno ayuntamento onde meus avós nasceram, Setenil de Las Bodegas, a aproximadamente 150 km de Cádiz.


Exibir mapa ampliado
Vou para lá de ônibus, chego no fim da tarde, e conto com a luz do sol daqui até as 21:00 para registrar o lugar.
E, quem sabe, encontrar um primo-avô ou primo-tio, sei lá… um primo de meus tios :)

Categories: Cádiz, Turismo

Cádiz – pelo centro e no museu.

17, maio, 2009 3 comentários

Cádiz está orientada a partir do Cais, próxima dele está uma das praças mais antigas e dali a cidade se expande, sem muita ordem*. Tem várias praças e as ruas mais antigas são todas estreitas, preenchidas com antigos prédios de 3 andares, muitos com pequenas varandas.

Como em toda cidade antiga de um país de maioria católica, também está repleta de Igrejas e conventos, alguns abertos a visitação, mas a maioria não.

Nas fotos abaixo algumas fotos da ruas, praças e fachadas:

* quando cheguei acertei o caminho do hotel de primeira, na Calle San Francisco… de lá pra cá me perdi absolutamente todas as vezes em que voltei para cá :( Sempre tenho que perguntar.
Um dos motivos é que a rua termina de frente para o mar: acostumado a nossas praias continentais, pensei ‘Legal, agora toda vez que quiser encontrar a rua, é só procurar o mar…’ Bem, só depois me liguei que Cádiz tem mar nas duas laterais acessíveis a pé, ou seja, acabei com uma bússola com 2 nortes.

E parei um pouco a caminhada para visitar o Museu de Cádiz, onde descobri que ela foi habitada pelos Fenícios, depois pelos Romanos, e ainda teve a ocupação moura (esta última sem muitos vestígios, os católicos construiram algumas igrejas sobre mesquitas).

Categories: Cádiz, Turismo

Cádiz – la playa e prédios históricos na orla

17, maio, 2009 Sem comentários

Fotos de um passeio à praia de la Vitória, em Cádiz. A praia é muito bonita, limpa e com águas claras, mas frias… no verão deve ser melhor.

DSC_0036 Logo na entrada você é informado que Fox Terrier é proibido.

Estou colecionando placas neste viagem, depois faço uma coletânea.

E a percorri inteira, no caminho cruzei com umas 4 garotas de top-less, sem fotos por motivos óbvios (não tenho uma tele para fotografar de longe :) ).

O caminho para a praia parte do centro para a esquerda, depois de voltar continuei para a direita e visitei dois prédios/fortificações históricas.

Categories: Cádiz, Turismo

Mafalda morava em San Telmo

17, maio, 2009 Sem comentários
BLOGmafaldapredio No blog Os Hermanos,  de Ariel Palacios, está a história completa.

Se soubesse disto quando visitei Buenos Aires teria explorado San Telmo com mais cuidado ;)

Nota de viagem: lembrei muito da Mafalda em Lisboa, pois lá se come muita sopa. Eu aderi. Ela sofreria.

Simples detalhe…

15, maio, 2009 Sem comentários

Mudando um pouco de assunto, estou aqui ouvido a Rádio Eldorado e passou a campanha da ‘Totvs com vê no lugar do u’, com quase metade dela a Marília Gabriela explicando o ‘vê no lugar do u’.
E no site da empresa há o vídeo de uma campanha institucional… adivinha com o que termina? Explicando que é com vê no lugar do u :)
Num momento o narrador explica que a campanha, a com a Marília, vai mostrar ‘como simples detalhes, como o vê no lugar do u, podem fazer toda a diferença’.
Realmente, às vezes um simples detalhe pode custar tempo em campanhas explicativas. Sorte que não é o nome de um produto de consumo.

Bem, mas talvez tenha sido uma boa idéia, ao menos chama a atenção… ganhou este post, por exemplo ;)

Categories: Tecnologia

Fernando Pessoa – Lisboa

14, maio, 2009 2 comentários

Finalmente ontem, no último dia, cheguei ao lugar onde o Pessoa nasceu
DSC_0078, ao Café A Brazileira, onde um gringo tomava uma cerveja com ele e não arredou pé do lugar DSC_0104, e ao túmulo no Mosteiro dos Jerónimos, onde tive que sair rápido pois foi invadido por uma horda de turistas que sequer falam português (depois voltei) DSC_0392 .

O túmulo fica em num corredor isolado do Mosteiro, com o mini-obelisco e 3 trechos de poemas a lhe prestar homenagem, e uma placa explicativa para os turistas (em português e inglês). Um tanto fora de contexto, ainda mais considerando que não vemos referências religiosas em sua obra – não conheço 100%, mas não lembro de uma sequer.
Não sei onde o túmulo ficava originalmente, mas acho que era em algum cemitério comum no centro de Lisboa, e lá devia ter ficado, na minha opinião (ah, o Panteão era brincadeira :) ).

E aqui chegou ao fim a visita a Lisboa, mesmo por que a bateria da minha câmara acabou logo em seguida. Nestes dias todos percorri a maior parte do roteiro de Lisboa que o Pessoa fez, o que me fez me enveredar por várias ladeiras e becos nos caminhos entre os sítios, sempre com a agradável companhia da lembrança de que estava andando por lugares que ele, o autor de diversas obras que admiro e do livro que eu estava seguindo, um dia caminhou.
Estou editando as fotos aos poucos, pois são muitas (e ainda faltou :( ), um dia as publico.

Também me acompanharam na aventura um exemplar do livro que ficou todo estropiado, uma mochila made-in-Portugal (a dona da loja falou isso toda orgulhosa!), e um boné que comprei para substituir o que o Tejo levou, mas que não está na foto pois o perdi justamente no Mosteiro :)

DSC_0464

Categories: Lisboa, Literatura, Turismo

Mosteiro dos Jerónimos – Lisboa

14, maio, 2009 Sem comentários

Pensando bem, é uma pena não ser religioso ao visitar Lisboa, aproveitaria muito mais :)

O Mosteiro também é outro lugar impressionante de beleza e antiguidade (estou sem a cola aqui, então fica sem história), cujo atual maior valor é o túmulo do Fernando Pessoa, que ficará em outra série de fotos.

Pena que tem tanto turista, pá!

Categories: Lisboa, Turismo

Convento do Carmo – Lisboa

14, maio, 2009 Sem comentários

Ou melhor, “Ruínas do Carmo”, antiga “Igreja do Convento de Nossa Senhora do Vencimento do Monte do, ufa, Carmo” (o ‘ufa’ é meu), fundado em 1389.
O edifício foi bastante destruído no terramoto de 1775, e D. Maria I tentou restaurar, mas o dinheiro não deu.
No século XIX instalou-se lá um museu com peças de antigos edifícios arruinados e outras de valor arqueológico.

Lindo, só vendo.

Categories: História, Lisboa, Turismo

Hay caracoles

14, maio, 2009 2 comentários

É isso aí, aqui em Cádiz também há caracóis. E, desculpem-me os portugueses, os daqui são melhores: mais temperados, com pimentões, cebola, e uma erva de cheiro que não identifiquei. Ficam mais saborosos, e são servidos em uma tijela*, o que os mantêm quente por mais tempo.

Depois jantei um “Gallo empanado”: gallo é um peixe bem saboroso e com a consistência parecida com nosso pescado, mas pouco mais encorpado. Servido com salada de repolho cru e um creme branco não identificado, bem leve. Acompanhou bem.
Perguntei pro Google sobre o gallo, para ver se tem por aí, mas parece que não: o mapa diz que o Lepidorhombus whiffiagonis só tem por aqui.

* no outro post sobre caracóis comentei que me servi do jeito errado, sem separar o prato sob o qual serviram os caracóis… pois é, deve ter sido alguma memória ancestral: aqui o prato sob a tijela onde os caracóis são servidos fica lá, e para ela vão as conchas vazias. Ninguém me ensinou, foi monkey-see-monkey-do com a mesa ao lado. Então fiz do jeito certo na 1a vez, o jeito da terra dos meus avós :)

Categories: Cádiz, Gastronomia, Turismo

Lisboa – Cádiz de trem

14, maio, 2009 6 comentários

Em Lisboa, na Estação Santa Apolônia, atrasou 1 segundo: saiu às 22:30:01.
Era um trem antigo, lento e apertado, e me faria bem saber contorcionismo para conseguir uma posição para dormir, mas valeu!

Depois um percurso de Madri a Sevilha, e outro de lá para Cádiz. Tudo certo, cá estou. A história completa abaixo.

Leia mais…

Categories: Cádiz, Lisboa, Turismo