Arquivo

Arquivo da Categoria ‘Cotidiano’

Vitara Zero!

12, março, 2010 5 comentários

Outro dia, numa acalorada discussão sobre direitos e deveres de carros velhos com o ar coletivo, um recém-amigo debatedor sentenciou ao saber a idade do meu Vitarinha: “- Cê defende? Pois o seu não vai passar! 94? Catalizador original? Não passa…”.

Hoje, quando o carinha que fez a inspeção começou a desconectar os trem, colei e perguntei E aí? Passou?”. Ôpa, passou que nem zero.”

:) Taí, Alcino:

vitara

Categories: Cotidiano

Falta de ambição informativa

8, março, 2010 Sem comentários

Isso é que é falta de ambição informativa… preciso ir fisicamente ao banco e esqueci o horário de abertura, perguntei ao Google e achei essa notícia tudo a ver, que me dá um monte de informações mas não diz o horário do funcionamento das agências :( Custava?

http://web.infomoney.com.br/templates/news/view.asp?codigo=1784991

Em estados sem horário de verão, bancos voltam a abrir no horário normal

SÃO PAULO – As agências bancárias localizadas em estados onde não há o horário de verão voltam a atender ao público em horário normal, ou seja, uma hora mais tarde, a partir da próxima segunda-feira (22), conforme informou a assessoria de imprensa da Febraban (Federação Brasileira de Bancos).

A entidade recomendou que o atendimento fosse adiantado nas agências desses estados para assegurar o serviço de compensação.

Entretanto, em alguns municípios onde não valeu o horário de verão, o atendimento bancário não foi alterado e, agora, o horário atual de expediente ao público deve ser mantido. São eles: Manaus (AM), Belém (PA) e região metropolitana, Fortaleza (CE) e região metropolitana e Salvador (BA) e região metropolitana.

Horário de Verão
De acordo com decreto publicado no Diário Oficial da União, em 9 de setembro de 2008, desde então o horário de verão se inicia sempre no terceiro domingo de outubro e termina no terceiro domingo do mês de fevereiro do ano subsequente.

A exceção se dá quando houver coincidência entre o domingo previsto para o término do horário especial e o domingo de Carnaval. Neste caso, conforme o decreto, o encerramento do horário ocorre no domingo seguinte.

Em 2009, o horário de verão teve início a zero hora do dia 18 de outubro e foi adotado nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e no Distrito Federal. O término ocorrerá a zero hora do próximo domingo (21).

Categories: Cotidiano

Melhor que a encomenda

1, março, 2010 1 comentário
Na última quarta, fim do dia, suando em bicas e de saco cheio do abafado aqui no escritório, me rendi e resolvi experimentar um climatizador, destes em que a gente coloca água, gelo e fé e liga na tomada.

Bem, bastou o clique para virar o tempo: de quinta pra cá esfriou e consegui até usar o edredon!

E, sem notícias do tal climatizador, acabei de descobrir que fiz alguma bobagem e o pedido não foi registrado na loja.  Portanto se há alguma ajuda divino-esotérica atuando para refrescar minha sala, acostumem-se ao frio, paulistanos! ;)

clima
Categories: Cotidiano

Da janela

23, fevereiro, 2010 Sem comentários

Para comparecer aqui, encerrando mais uma ausência, duas fotos carnavalescas (apure o ouvido e ouvirá a Vai Vai ensaiando… ;) )

DSC_0260

DSC_0249

Categories: Cotidiano, Fotografia

Interfaces II

4, fevereiro, 2010 6 comentários
O responsável pelo layout de um site que estou testando certamente achou que era uma boa ideia dispor em ordem alfabética as teclas do teclado virtual para a senha… mas, sinto dizer, foi má: tenho 4 letras na minha senha e fico catando milho toda vez que preciso entrar no serviço.
Teclado virtual é teclado também, não é genial não ser QWERT.
image


image


Que nem o infeliz que bolou a calculadora ao lado (brigado, Beto, ela faz contas :) ), que deve ter acordado um dia pensando “Hoje eu vou me superar e reinventar a calculadora!” ;)
Categories: Cotidiano, Internet, Tecnologia

Macondo de Piratininga

3, fevereiro, 2010 Sem comentários

“Llovió cuatro años, once meses y dos días. Hubo épocas de llovizna en que todo el mundo se puso sus ropas de pontifical y se compuso una cara de convaleciente para celebrar la escampada, pero pronto se acostumbraron a interpretar las pausas como anuncios de recrudecimiento. Se desempedraba el cielo en unas tempestades de estropicio, y el norte mandaba unos huracanes que desportillaron techos y derribaron paredes, y desenterraron de raíz las últimas cepas de las plantaciones”

Cien años de soledad – Gabriel Garcia Márquez

Categories: Cotidiano, Literatura

Líder isolada inconteste

22, janeiro, 2010 2 comentários
Tá, tá, sei que a esta altura do campeonato não significa muita coisa, que muita água vai rolar e que o jogo só termina quanto o árbitro apita, ainda mais sabendo que futebol é uma caixinha de surpresas… mas fica aqui o registro, pela raridade ;)




image
Categories: Cotidiano

Testando Edu 2.0

18, janeiro, 2010 3 comentários

Voltando pra casa, subindo a Rebouças, o carro grita:

- Tec tec tec…

Continuo, na esperança de que fosse algo solto e que, como que por mágica, o problema pararia:

- Tec tec tec tec tecccccccccccccccccccccc…

Insisto, mais um esforço:

- Teccccccccccccccccccccc Teccccccccccccccccccccc Teccccccccccccccccccccc

Fumaça, muito cheiro de queimado, luz do óleo acende… consigo encostar em frente à futura estação Oscar Freire.

Teeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeec. (o carro) Cof cof cof. (eu)

Na boa.

Ligo pro seguro… previsão, 90 minutos. Na boa, obrigado moça.

Chega o Toninho do guincho e vou pra casa de caminhão, eu, ele e a esposa conversando tranquilamente sobre eu ser o 16 atendimento do dia… eu pensando faz parte, carro véio é isso mesmo. Na boa.

O carro esfriou, deu pra pôr na garagem, o Toninho ganhou uma cerveja. Depois eu resolvo.

Na boa.

Teste número 1: carro enguiçado no trânsito. Aprovado!

;)

Categories: Cotidiano, Sobre a vida

Tri-atleta

17, janeiro, 2010 Sem comentários

A imprensa não leva mesmo a Lusa a sério… até quando triunfa sobre o São Paulo escalam um estagiário para escrever a notícia, e o cara não consegue decidir se o artilheiro da Portuguesa se chama Héberton, Hérverton ou Héverton ;)

No Terra.

Ceni perde pênalti e Portuguesa vence São Paulo de virada

A Portuguesa estragou a festa da estreia do São Paulo no Campeonato Paulista e o primeiro jogo de Marcelinho Paraíba em sua volta ao time do Morumbi. Jogando na casa do adversário, o time da capital paulista saiu perdendo, mas conseguiu vencer de virada por 3 a 1, com dois gols do meia Héberton. O goleiro-artilheiro Rogério Ceni ainda perdeu uma penalidade no meio do primeiro tempo.

Apesar da falha do goleiro, e de Hernanes, que isolou a bola no rebote, o São Paulo saiu na frente do placar com Marcelinho Paraíba, aos 38min do primeiro tempo. Maestro do time, o camisa 11 distribuiu o jogo e foi a peça tricolor mais perigosa durante o primeiro tempo. No lance que abriu o placar, ele se aproveitou de uma bobeada da defesa da Portuguesa e de fora da área acertou o ângulo do goleiro Fábio, que dez minutos antes havia ganhado o duelo com Rogério Ceni na cobrança de pênalti contestado pelos jogadores lusitanos.

Apesar da vantagem, o São Paulo voltou apagado no segundo tempo. Com maior posse de bola desde o início da etapa final, a Portuguesa não levou mais do que alguns minutos para virar a partida.

Com o time avançado, graças a lesão de Thiago Gomes que forçou o técnico Benazzi a colocar o meia Henrique, a Portuguesa chegou ao empate aos 11min. O meia Marco Antônio, cria das categorias de base são-paulina, alçou a bola na área, Fabricio desviou de cabeça para o meio da área e Hérverton completou para dentro da rede.

Não demorou muito e a Portuguesa virou. Depois de iniciar a jogada do primeiro tento, Marco Antônio comemorou o dele, ao converter pênalti, sofrido por Fabrício.

Dominando a partida e contando com a expulsão de Dagoberto e um gol perdido por Washington, a Portuguesa dominou a partida e ainda teve tempo de aumentar o placar. Nos acréscimos, Henrique lançou Héverton, que ganhou na corrida e tocou na saída de Rogério Ceni.

Categories: Cotidiano

Capitalismo Esotérico

10, dezembro, 2009 3 comentários

Não, aí já foi demais… depois do Capitalismo Selvagem, agora temos o Capitalismo Esotérico, nas palavras do podcast de ontem no Filosofia de Bem Viver, da Márcia De Luca, especialista (!) em yoga (!!) e ayurveda (!!!) da Rádio Eldorado.

O negócio é tão espantoso que me aluguei em transcrever – leia de preferência ouvindo uma música new age bem baixinho:

“Hábito de guardar dinheiro não é saudável; ouça as dicas da Márcia de Luca
A lei da prosperidade nos ensina que as coisas devem fluir natural e espontâneamente
(sic).

Quantas pessoas têm o hábito de guardar dinheiro? Guardar dinheiro com medo de que um dia falte em sua vida. O simples ato de guardar e guardar vai promovendo uma estagnação da energia. Ilusoriamente estas pessoas podem achar que estão enriquecendo, aparentemente até estão. Mas estão também truncando a lei da prosperidade que nos ensina que tudo deve fluir natural e espontaneamente, para que o movimento continue se perpetuando. Para ganhar é preciso gastar, mas gastar com critério e inteligência, comprando o que é necessário, investindo de maneira coerente, intensificando, desta maneira, a poderosa lei universal que diz que é dando que se recebe. Essa é mais uma dica da filosofia de bem viver. Juntos podemos fazer a diferença para um mundo melhor.”

Ou ouça o original aqui.

Ô Dona Márcia, guarda dinheiro quem tem dinheiro para guardar, pois a maioria dos mortais aqui tem medo de que um dia falte em nossa vida. E imagine o quão esotérico é para seu ouvinte que rala pra fazer o salário chegar ao fim do mês ficar satisfeito por não estar guardando nada, pois assim não está ‘promovendo uma estagnação da energia’?

Dona Márcia, é óbvio que o dinheito circular é necessário na economia, pois… mas chamar isso de ‘lei da prosperidade’ pois a grana deve ‘fluir natural e espontaneamente’… uau, quanto dinheiro pinga espontaneamente na sua conta??? Para ganharmos é preciso que alguém gaste, normalmente somos nós mesmos – aqueles mortais de que lhe falei, mas às vezes temos que guardar tudo o que conseguimos para conseguir realizar algum sonho – e olha, aí vamos gastar! – ou para nos prepararmos para uma adversidade ou para a quando o dinheiro parar de pingar espontaneamente – uau2, gostei dessa idéia de espontaneidade na economia. E, olha, na boa: ‘é dando que se recebe’ cabe melhor discutindo política do que economia, quanto mais esoterismo. Mas não se preocupe, eu habitualmente compro incensos e faço a grana circular para seus lados ;)

By the way, vou sugerir para o pessoal de Brasília te chamar para participar das reuniões do COPOM, se os incensos, o new age, e o pessoal reunido em posição de lótus não servir para baixar os juros, ao menos as atas vão ser bem mais interessantes :)