Arquivo

Arquivo da Categoria ‘Cotidiano’

Concurso no Metrô: Especialista em Bom Senso

31, outubro, 2012 Sem comentários

Estação Barra Funda do Metrô, terça-feira, plena hora do rush noturno, metrô com problemas (trens demoram a chegar, quando chegam ficam um tempão na plataforma), e MAIS uma apresentação da Banda dos Seguranças do Metrô EM FRENTE À LINHA DE CATRACAS!!!

Caos!!!

2012-10-30 19.26.38 2012-10-30 19.26.50

Cheguei até a plataforma, mas desisti de embarcar para a ZL e tentei sair: uma puta fila nas catracas! Reclamei com o Supervisor que, constrangido, pediu para eu ‘dar a volta’ Smiley triste Saí por um buraco nos bloqueios, meu ato de desobediência civil.

Caraca, que falta de bom senso!!! Será que a apresentação na hora do rush fez parte da lista de reinvidicações da última negociação???

Nota: é uma grande infeliz coincidência que meus últimos bissextos posts citem incompetências do governo do Estado. Preferia não postar nada.

Categories: Cotidiano

Discernimento britânico

31, julho, 2012 Sem comentários

Post de oportunidade complementar ao meu anterior: enquanto que aqui falta, lá em Londres sobra!

Nota do “BRIT pop” do caderno de Esportes (Olimpíadas) da Folha de 30/07/2012:

Enquanto no Brasil é proibido beber em estádios, na Grã-Bretanha está tudo liberado. Para amenizar o constrangimento de pedir documento a quem quer tomar cerveja, os britânicos apelam ao humor.

“Se você tem sorte o suficiente de parecer ter menos de 21 anos, então precisa provar que tem mais de 18″, dizem cartazes pregados em pontos de venda.

 

Placa no estádio em Manchester usa humor para falar da proibição de bebida alcóolica.
Martín Fernandez/Folhapress

Original aqui: http://www1.folha.uol.com.br/esporte/1128233-brit-pop—cartaz-brinca-com-veto-de-bebida-a-menores.shtml

Categories: Cotidiano

Supermercado Extra procura: Gerente de Discernimento

27, julho, 2012 2 comentários

Aconteceu mais ou menos assim ao passar minhas compras, com duas latinhas de Heineken no meio, pelo caixa de um Extra:

- O senhor lembra de cór o seu RG?
- Sim, claro, mas pra que?
- É por causa da cerveja…
- Ok… 11.111.111-1…
- E sua data de nascimento?
- 27/10/1945…
- Nossa, o senhor está brincando… não parece tão velho!
- É, e nem aparento ter menos de 18 anos, né?

Pois é, o Extra agora exige que os compradores de bebidas alcoólicas informem, ou exibam, sua data de nascimento e número do RG. INDISCRIMINADAMENTE!

Ou seja, mesmo que o consumidor de uma cervejinha seja contemporâneo do Oscar Niemeyer e esteja no caixa preferencial, tem que informar estes dados :(

O que é isso? Além de outras coisas, aconteceu que alguém sem colhões nem noção no meio da cadeia de decisões do Pão de Açúcar resolveu que não dá para confiar no discernimento dos profissionais que ficam nos caixas, como se fosse um desafio à inteligência perceber quando alguém próximo dos 18 está tentando levar uns birinaites pra festinha.

É a institucionalização da burrice e da covardia.

PS: foi a primeira vez que me aconteceu, por isso a surpresa, mas fui pesquisar agora e isso está sendo implantado há algum tempo no Grupo Pão de Açúcar (…cinco meses, entre desenvolvimento do software e treinamento de 10 mil pessoas que trabalham na frente de caixa.).

Categories: Cotidiano

A quarta rosa

30, janeiro, 2011 Sem comentários

Ok, tá parecendo um blog de jardinagem… mas vá lá, passa logo. Aqui a quarta rosa…

Categories: Cotidiano, Fotografia

Carnívora…

28, janeiro, 2011 Sem comentários

vegetariana:

DSC_0943

E o bicho ficou lá, acabei de verificar e aposto que está dormindo. E minha planta carnívora morrendo de inanição :(

O segredo do peru póstumo

4, janeiro, 2011 1 comentário

Taí, mais uma vez comprovo que o peru (ou chester, ou frangão, ou leitão, ou pernil… bem, qualquer ave ou corte ‘típico’ do fim de ano, exceto peixe) pós-festas fica melhor que o das ceias. Sem fotos porque não sobrou nada, uma receita rápida:

Peru póstumo
Ingredientes (tudo a gosto):
. aquele peru que foi parar na geladeira depois do almoço de natal ou 1o de ano,
. azeite,
. cebola,
. tomate,
. salsinha e cebolinha picados.

Modo de preparo:
. com as mãos limpas, dechave (ou dichave… há controvérsias… bem, você sabe o que fazer!) a carne do peru em pedaços, descartando os ossos.
. refogue a cebola com azeite, numa panela que caiba o peru dechavado.
. depois acrescente os pedaços do peru, mexa, e deixe uns minutos.
. despeje o tomate picado, deixa mais um tanto no fogo, e depois coloque um pouco de água, até cobrir a gororoba.
. deixe ferver em fogo alto até baixar um tanto a água.
. desligue o fogo e acrescente a salsinha e cebolinha, tape a panela e desencana uns minutos, até esfriar um pouco.

Aí regale-se com o resultado mais um resto de farofa ou arroz (este prato repele outros alimentos frescos).

E até outro fim de ano ;)

Renascendo…

29, novembro, 2010 1 comentário

após sobreviver a algumas intempéries e contratempos devidamente tratados com reações superdimensionadas, como me é típico.

Mesmo sem fome, estreei hoje o fogão e a hitech coifa eletrostática, com comida de mãe com cebolinha e manjericão obtidas diretamente dos vasos :)

Em breve mais e frequentes posts.

Categories: Cotidiano, Sobre a vida

Tem desconto, né?

9, setembro, 2010 Sem comentários

Ao pagar o almoço num japa perto do trabalho, a caixa oferece “Se pagar em dinheiro tem 10% de desconto, né?”. Ok, topo, e ela tira os 10% do serviço…

É vantajoso, mas tirar um acréscimo de 10% na conta não é igual a aplicar 10% de desconto… um amigo matemático explicaria melhor, mas o seguinte exemplo ajuda: se a conta for R$ 100,00, com 10% de desconto ficaria R$ 90,00, e com os 10% de serviço eu pagaria R$ 99,00.

Já com o modus operandi de lá, a conta de R$ 100,00 fica R$ 110,00, tirando os 10% pago R$ 100,00.

Sem contar que pagar o serviço é opcional… mas eu sempre pago.

Bem, não vou discutir por que, além de arriscar perder o desconto, vou lá pra comer, não pra beber :) , o que costuma aguçar meu lado polemista.

Categories: Cotidiano, São Paulo

Delírios febris

27, maio, 2010 2 comentários

Aos 39° de febre não se dorme, espera-se desmaiar.

Precauções do Tenys Pé Baruel no Futuro do Presente:

PRECAUÇÕES
Manterás fora do alcance de crianças. Não usarás se a pele estiver irritada ou lesionada. Usarás somente nas áreas indicadas. Não aplicarás em calçados. Caso ocorra irritação, suspenderás o uso. Conservarás em lugar seco e fresco.

INFLAMÁVEL
Não pulverizarás perto do fogo. Não perfurarás nem incinerarás. Não exporará a temperaturas superiores a 50 graus C. Protegerás os olhos durante a aplicação. Evitarás a inalação deste produto.

Parece bem mais efetivo, não? Deviam adotar.

Será que há ligação com o fato de eu estar me preparando para ser padrinho de batismo???

Na última noite, esta imediatamente antes da gripe, sonhei que ia a um médico e ele reclamava dos tempos modernos. Ele era o Fernando Pessoa.

Hoje, já irritado com o baquear da gripe, no térreo de um prédio perto do West Plaza, no fuzuê da hora do almoço uma moça  repetia esganiçadamente para os amigos “Go west?”, “Go west?”, “Go west?”, “Go west?”… Oooo, quase que eu mostrei para ela onde eu achava que era o uésti.

38° e 1/2

Suando, remédio fazendo efeito. Há algumas horas minha irmã me orientou a tomar 30 gotas de Novalgina, que eu achava que tinha… troquei por 3 aspirinas. Tá ajudando. “Preciso de verdade e da aspirina.“*

Manchete da Ilustrada de hoje: “Varejão no atacado” Reforma vai, reforma vem, e a Folha continua imbatível nos trocaralhos dos cadilhos.

Termômetro analógico, de mercúrio: 1/4 do preço de um eletrônico e não faz barulho. Adoro objetos silenciosos.

Made in China. Claro. O que não é?

Quando era pivete, adorava quando um termômetro destes quebrava: a gente ficava brincando com o mercúrio na mão. Hoje se isso acontece os pais vão presos, com direito a reportagem no… no…  no… Aqui Agora ainda existe? Bem, num telejornal (!) equivalente.

Sob os critérios de hoje, as crianças nascidas antes da década de 90 não passariam dos 10 anos.

38°!

Chega.

* Álvaro de Campos

Tenho uma grande constipação,
E toda a gente sabe como as grandes constipações
Alteram todo o sistema do universo,
Zangam-nos contra a vida,
E fazem espirrar até à metafísica.
Tenho o dia perdido cheio de me assoar.
Dói-me a cabeça indistintamente.
Triste condição para um poeta menor!
Hoje sou verdadeiramente um poeta menor.
O que fui outrora foi um desejo; partiu-se.

Adeus para sempre, rainha das fadas!
As tuas asas eram de sol, e eu cá vou andando.
Não estarei bem se não me deitar na cama.
Nunca estive bem senão deitando-me no universo.

Excusez un peu… Que grande constipação física!
Preciso de verdade e da aspirina.

Categories: Cotidiano, Sobre a vida

Jeitinho brasileiro

19, maio, 2010 Sem comentários

Ativando um modem 3G numa revenda de uma operadora de telefonia móvel em Sampa, após passar por todo o processo de cadastramento o sistema implicou com meu nome e caí numa tal de ‘verificação de 2o nível’, o que tornou necessário o telefonema de um atendente da empresa para alguém em um telefone obrigatoriamente fixo confirmar que eu existo.

Well… ninguém em casa, sem fixo profissional na minha atual vida autônoma, não tinha jeito e sugeri que adiassemos para a manhã seguinte a tal confirmação, aí ficaria de plantão em casa.

Mas para garantir a compra a vendedora invocou o São Jeitinho:

- Seu celular começa com 6?
- Não…
- Que pena… o sistema da operadora é meio burro e entende que 6 pode ser fixo… peraí.

E foi conversar com as colegas até que achou uma com um celular 6-qualquer coisa.

Deixei tudo na mão dela e voltei depois de uns 15 minutos, depois que ela virou minha irmã e confirmou minha existência e endereço através do celular da colega.

E no final este post só foi possível graças ao jogo de cintura da moça ;)

Categories: Cotidiano, Internet, Tecnologia